Marcado: bastidores

Baiano acerta rescisão com Gama e se apresenta ao Brasília

 

Baiano se apresentou nesta tarde ao Colorado, onde foi recebido pelo vice-presidente Luis Eduardo Belmonte.

Baiano se apresentou nesta tarde ao Colorado, onde foi recebido pelo vice-presidente Luis Eduardo Belmonte.

Por Shizuo Alves, Ponto Marketing Esportivo

O volante de 37 anos, campeão do Candangão em 2015 pelo Alviverde, acertou a transferência para o rival Brasília Futebol Clube na manhã desta quarta-feira (20). Segundo informações apuradas pela Agência Ponto Marketing Esportivo, o contrato do jogador será até o final do ano e ele se apresentará hoje à tarde no CT do Brasília. Baiano já se despediu do Gama e da diretoria.

O atleta apresentou interesse em vestir a camisa do Colorado diretamente Clube, que pagará cerca de R$ 100 mil pela multa rescisória. A experiência de Baiano ajudará o plantel do Brasília na temporada de 2016, onde terá a Copa Verde, Copa do Brasil e Candangão no calendário. Os principais clubes onde Baiano atuou foram: Santos; Guarani; Atético-MG; Palmeiras; Boca Juniors; Rubin Kazan; Vasco e Náutico. Em Brasília jogou no Gama e Brasiliense.

As estatísticas sobre os portões fechados do Candangão 2015

10922432_1548324242097537_277247699964963150_n

Chamou a atenção da mídia uma reportagem do Correio Braziliense que alertava para os seguintes números: Dos 42 jogos realizados pelo Candangão 2015 (deveriam ser 43 se não tivesse ocorrido o problema no jogo Cruzeiro x Santa Maria) apenas 17 puderam contar com público nas arquibancadas. Tal número representa que mais da metade dos jogos (25 no total) realizados pelo torneio foram de portões fechados.

Baseado nos números que foram trazidos à luz, tomei a iniciativa de verificar a tabela de jogos afim de extrair mais algumas curiosidades que podem dizer muito acerca da situação de indigência na qual se encontra o futebol do Distrito Federal a despeito de ter na mesma cidade o segundo maior estádio do país.

Com relação específica ao Mané Garrincha:

  • Apesar de ter sido inaugurado com um jogo válido pelo Candangão (a final de 2013, vencida pelo Brasiliense) apenas SEIS jogos foram realizados no estádio contando com pelo menos um time do Distrito Federal em campo:
    • Brasiliense 3 x 0 Brasília (Candangão 2013)
    • Brasiliense 0 x 0 Gama (Candangão 2014)
    • Brasília 2 x 1 Paysandu (Copa Verde 2014)
    • Brasília 1 x 3 Sport (Copa do Brasil 2014)
    • Brasília 2 x 3 Luziânia (Candangão 2014)
    • Luziânia 0 x 1 Brasília (Candangão 2014)
  • Ou seja, de 23 clubes que disputaram todas as divisões do DF desde a inauguração do estádio apenas QUATRO puderam jogar em seu gramado (Brasília, Brasiliense, Gama e Luziânia);
  • Pela programação da tabela do atual campeonato só haverá mais dois jogos no local: as duas finais;
  • Outro jogo além desse provavelmente só ocorreria caso o Brasília mandasse sua partida válida pela Copa do Brasil no local a exemplo do que aconteceu em 2014, ou se o mesmo optasse por mandar algum jogo pela Copa Verde também lá (no ano passado jogou apenas na final).

A notícia chamou a atenção também por conta da decisão do Governo do Distrito Federal em utilizar o espaço para abrigar temporariamente algumas Secretarias de Estado. Além disso o único evento esportivo ocorrido na arena em 2015 foi um jogo beneficente relacionado a um evento da Igreja Universal do Reino de Deus.

Considerando que as primeiras ações que o GDF – “dona do Mané Garrincha” – tomou em 2015 relativas ao esporte demonstraram pouco interesse na promoção do esporte (cancelamento da Universíade e da Indy, cortes no patrocínio da Corrida de Reis e dos clubes, etc.)  a princípio este panorama demorará a mudar. A primeira fase já está acabando e liberar os laudos a esta altura não vale mais a pena. Resta torcer para que em 2016 os clubes se unam com antecedência para evitar que tudo se repita.

Amistosos movimentam os clubes na pré-temporada do Candangão

noticia15230_140115_084442

Técnico Jonhes Santos comanda treino visando jogo contra Trindade.

Enquanto a bola não rola oficialmente pelo Quadragésimo Campeonato Brasiliense os clubes buscam outros meios para se movimentar e começara ganhar entrosamento e ritmo de jogo, para assim entrarem afiados no certame.

Amistosos e jogos-treino, assim como a Granada Cup no caso do Gama, movimentarão os clubes neste que será o último final de semana antes da rodada inaugural do Candangão, programada para o dia 25 de janeiro.

Mas a bola já rola nesta quarta. Sobradinho e Ceilandense irão realizar um jogo-treino às 16h no clube da Agepol, local de treinos do Leão da Serra. Os comandados de Humberto Matos e Sílvio de Jesus terão a primeira oportunidade de serem analisados em um confronto no campo. Depois, no domingo, o time alviverde tem pela frente um amistoso contra a Aparecidense no Augustinho Lima às 16h.

Quem também joga hoje é o Brasiliense, que viaja até Trindade para enfrentar o time homônimo no estádio Abrão Manoel da Costa. É o terceiro desafio do Jacaré em 2015, que já enfrentou o Sub 20 do Goiânia (que agora está na Copa São Paulo) e o Atlético Bandeirante e venceu ambos os jogos com goleadas (a última por 10 a 0). Após enfrentar o Tacão o elenco volta a jogar em Taguatinga no Sábado às 16h, quando encara o Grêmio Anápolis no Serejão.

O Brasiliense não é o único a enfrentar o Trindade. O Luziânia, atual campeão candango, também irá enfrentar o clube na cidade goiana, no domingo às 17h. Inclusive os torcedores que comprarem ingressos para os dois jogos terão um desconto e pagarão R$ 15 (o ingresso individual será R$ 10).

Já o Brasília, que acabou por ter a estréia no Candangão adiada por conta da desistência do Samambaia e cujo Diretor de Futebol, Régis Carvalho, já havia declarado que o clube buscava um amistoso preparatório, terá pela frente a equipe da Anapolina para movimentar o time no final de semana em que todos estrearão na competição. Será no dia 24 (sábado) às 17h em local ainda a definir.

Por fim o Gama terá pela frente a Granada Cup, torneio internacional que movimentará os estádios de Brasília na próxima semana. O Gama abrira os confrontos ao encarar o Zalgiris Vilnius no estádio Bezerrão no sábado às 17h. Depois volta a campo na quinta, novamente em seus domínios, para enfrentar o Goiás.

O Campeonato Brasiliense se inicia no dia 25 com cinco jogos. Houve a possibilidade de adiamento da rodada por conta do jogo entre Cruzeiro e Shakhtar Donetsk que ocorre no mesmo dia, mas o diretor da FBF, Erivaldo Barbosa, garantiu a manutenção da data, alegando principalmente que não houve comunicação formal por parte da Granada espoprtes, organizadora do torneio.

Brasília se apresenta visando quatro competições

20150107_093501

Pedro Ayub puxa a fila na corrida que deu início aos trabalhos no Brasília.

O local é emblemático. O Campo do Defelê, na Vila Planalto e hoje pertencente à Unidade de Vizinhança local, é considerado o primeiro estádio construído em Brasília, e o próprio Defelê é considerado o melhor time da época amadora do futebol do DF – pelo menos é o mais lembrado.

Este foi o local escolhido pelo Brasília – que coincidentemente tem as mesmas cores do Defelê – para realizar a reapresentação de seu elenco. O campo passou por reformas e agora servirá de local de treinamento para o clube juntamente com o Centro de Treinamento do CFZ no Park Way, local inclusive que agora abriga a sede do Colorado Candango.

O comandante para 2015 continua sendo Luiz Carlos Carioca, o técnico que conduziu o time ao título da Copa Verde. O mesmo terá como auxiliar Marquinhos Carioca.

A surpresa entre os jogadores foi a presença de Pedro Ayub. O volante e capitão vermelho nas duas últimas temporadas havia assinado contrato para defender o Luziânia, mas retornou após pedido da diretoria, que após conseguir acertar com investidores em 2015 busca quitar dívidas visando minimizar o prejuízo da inatividade no segundo semestre de 2014 aliada à briga judicial que deixou a conquista da Copa Verde por muitos dias em situação incerta, prejudicando a busca por possíveis apoiadores para o clube.

Outro mérito do Brasília foi manter boa parte da base campeã, como o goleiro Artur, o lateral direito Fernando, os zagueiros Índio e Rennan, os volantes Marciel e Daniel e os meias Kléber e Victor Hugo. Além destes o clube buscou se reforçar, principalmente nas posições em que perdeu jogadores importantes. Quem vem para o Time do Avião são os laterais Paulo Ricardo e Indinho que vieram do Sampaio Correa e disputaram a Série B do Brasileirão em 2014, os meias Neném que veio do Rio Branco e Bruno Moraes do Goiânia e os atacantes Andrey, Wesley Brasília e Anjinho.

Com a desistência do Samambaia o Brasília folga na rodada inaugural do Candangão, estreando somente na segunda rodada diante do Ceilandense no Abadião. A partida está prevista para o dia 28/01, quarta-feira, às 16h. Será o início da jornada de quatro competições que o Brasília irá disputar no mínimo em 2015: Candangão, Copa do Brasil, Copa Verde e Copa Sulamericana, e caso o time saia da fila de 28 anos sem conquistar o título local ainda disputará a Série D. É hora de começar os trabalhos para ter folego para tantos confrontos durante o ano.

Coletiva apresenta a Granada Cup. Ingressos já estão à venda.

granadacup_pedroventura_gdf

 

A Granada Eventos convocou a imprensa para uma coletiva onde a Granada Cup, torneio internacional de futebol que será realizado em Brasília de 17 a 25 de janeiro, foi apresentada oficialmente para os presentes, além de dar maiores detalhes sobre a competição.

Por exemplo, a grande atração do evento, o time ucraniano do Skakhtar Donetsk, chegará a Brasília no dia 17 de janeiro, mesmo dia do Flamengo, seu adversário, e ambos devem realizar o reconhecimento do gramado do Estádio Nacional Mané Garrincha no mesmo dia. Após o jogo contra o time carioca, o Shakhtar viaja para mais dois amistosos (contra Atlético Mineiro e Internacional) antes de retornar à Brasília para o confronto diante do Cruzeiro.

E para iniciar o torneio com estilo quem vai dar o pontapé inicial será nada mais nada menos do que Zico, maior ídolo da história do rubro-negro carioca. Além disso foi anunciado que todos os jogos, exceto o último entre Cruzeiro e Shakhtar, contarão com arbitragem brasiliense.

Por fim foi anunciado que os ingressos para os jogos já estão à venda pela Internet e custam entre R$ 20 e R$ 120. Os mesmo podem ser adquiridos através do site https://www.bilheteriadigital.com/

Jogos no Bezerrão
R$ 20 – Arquibancadas sul, leste, norte e oeste
R$ 40 – Cadeiras

Jogos no Mané Garrincha
R$ 60 – Arquibancada superior
R$ 80 – Arquibancada inferior
R$ 120 – Camarote

Tabela de jogos da Granada Cup
Gama x Zalgiris Vilnius- 17/01 – 17h – Bezerrão
Flamengo x Shakhtar Donetsk – 18/01 – 17h – Mané Garrincha
Goiás x Zalgiris Vilnius – 20/01 – 20h – Bezerrão
Gama x Goiás – 22/01 – 20h – Bezerrão
Cruzeiro x Shakhtar Donetsk – 25/01 – 17h – Mané Garrincha

Pontos de venda
Free Corner – 304 Sul, Brasília Shopping, Terraço Shopping, Conjunto Nacional e Gilberto Salomão
Loja do Torcedor – QSA 24, Taguatinga
Loja Futebol Arte – QS 6 conjunto 3, Riacho Fundo I
Loja Grandes Torcidas – 308 Sul
Action Sports – 309 Sul
Show de Bola – 310 Norte
Torcedor Futebol Clube – 304 Sudoeste
Loja Bilheteria Digital – Pátio Brasil
Site – https://www.bilheteriadigital.com/

Samambaia desiste de disputar o Candangão 2015

samambaiaxcruzeiro_lb_2

A desistência do Samambaia prejudicou os demais postulantes a uma vaga na elite.

 

O Campeonato Brasiliense de 2015 sofreu uma baixa de última hora. O Samambaia, campeão da segunda divisão de 2014 e recém-promovido à elite local, anunciou sua desistência da competição. O prazo que os clubes tinham para entregar o termo de compromisso para entrar na disputa se encerrou na última segunda-feira às 18h.

Os dirigentes do Samambaia ainda não expuseram os motivos que os levaram à abrir mão da vaga na elite. A Federação Brasiliense de Futebol deve emitir um comunicado informando o ocorrido em breve.

O clube auriverde estrou na competição de 2014 meio que forçadamente pois se ficasse mais um ano sem jogar seria desfiliado da Federação. Para entrar na disputa realizou uma parceria com o Brasiliense e contou com jogadores vindos do jacaré como o atacante Edicarlos e vindos do Gama (Thyago Fernandes) e Allan Delon (Ceilândia) entre outros. Os reforços o transformaram em franco favorito ante os demais participantes em meio a um torneio esvaziado por várias desistências.

O favoritismo se confirmou com o título conquistado em cima do Cruzeiro-DF pelo placar de 2 a 0. Com isso o Samambaia iria disputar a primeira divisão após 19 anos de ausência.

Sem o Samambaia o Candangão fica com 11 times e com o clube que enfrentaria o desistente folgando na rodada, com isso o Brasília será o primeiro a folgar, postergando sua estréia para o dia 28 de janeiro diante do Ceilandense no Abadião. Também por conta da desistência apenas um clube será rebaixado este ano para a segunda divisão de 2016 (o rebaixamento do Samambaia é automática nesta situação).

Enfim, o gramado do Diogão

IMG-20141203-WA0004[1]

Quando o Bosque Formosa se sagrou campeão da divisão de acesso do Campeonato Brasiliense logo a prefeitura se apressou em iniciar reforma no estádio da cidade de Formosa, o Diogão.

Dentre as melhorias a serem executadas estava o gramado, que foi totalmente arrancado para o recebimento de uma nova cobertura vegetal no terreno. Além disso outras estruturas seriam modernizadas, tudo para que a torcida Formosense fizesse valer o apelido do clube de “Tsunami do Cerrado” nas arquibancadas pela elite do futebol do Distrito Federal.

Porém atrasos no processo licitatório das obras protelaram sua execução, o que obrigou o “Forasteiro Atrevido” a disputar o Candangão 2014 realmente como forasteiro. Sem poder utilizar o Diogão teve que mandar seus jogos em outras praças, como o Augustinho Lima em Sobradinho e o Serra do Lago em Luziânia.

Noves fora o episódio das chuteiras na rodada de abertura do certame, o nomadismo cobrou seu preço ao longo da competição e a campanha do Formosa só não terminou em um trágico retorno á segunda divisão por conta dos resultados ainda piores dos adversários diretos.

Eis que nesta quarta-feira começaram a chegar ao estádio as primeiras placas de grama para serem plantadas no estádio. O primeiro lote corresponde a uma área aproximada de 800m², segundo a Secretaria de Esportes da prefeitura o restante deve chegar durante a semana e o plantio deve ser concluído num prazo de 15 dias.

Caso as obras se concluam dentro do prazo e a Federação Brasiliense de Futebol ateste a adequação da praça esportiva será o nono campo disponível para os clubes participantes da competição. No arbitral foram listados como à disposição dos clubes os estádios Mané Garrincha (Brasília), Bezerrão (Gama), Serejão (Taguatinga), Chapadinha (Brazlãndia), Augustinho Lima (Sobradinho), Serra do Lago (Luziânia), Abadião (Ceilândia) e Rorizão (Samambaia), sendo que este último depende apenas da instalação de guarda corpos em sua arquibancada maior para receber a liberação do Corpo de Bombeiros.

A liberação do Diogão também é importante para o futebol amador da cidade, que utiliza o estádio municipal em suas três divisões.

IMG-20141203-WA0041[1]